PT

Decisão sobre a saída do Presidente à espera do dia 10

País parado à espera da decisão oficial

Por Valdimiro Dias  /  Foto Mário Mujetes


Angola parou com o anúncio, não oficial, de que José Eduardo dos Santos não quer ser o cabaça de lista pelo MPLA às próximas eleições. Mas a decisão ainda está dependente dos militantes. João Lourenço é a figura proposta para encabeçar a lista do partido no poder.


O esclarecimento definitivo sobre a saída de José Eduardo dos Santos da corrida presidencial poderá acontecer no próximo dia 10 de Dezembro, altura em que o partido no poder completa 60 anos de existência .


Na semana passada vários órgãos davam como certa a decisão do presidente do MPLA em não concorrer em 2017, apontando o actual vice-presidente do partido e ministro da Defesa, João Lourenço, como o próximo cabeça de lista, e Bornito de Sousa, ministro da Administração do Território, como número dois da lista.


No entanto, o MPLA ainda terá feito depender a decisão final das bases. Esta semana, o jornal Valor Económico, citando fontes próximas da direcção do partido, admitia haver pressões de uma parte da direcção do MPLA para que José Eduardo dos Santos reconsiderasse a ideia de não se recandidatar a mais um mandato. Em Março, durante a reunião do Comité Central (CC), o Presidente da República anunciou a intenção de abandonar a vida política em 2018. Contudo, não fez qualquer referência se voltaria a encabeçar, ou não, a candidatura do MPLA.


Desta vez, de acordo com o que foi anunciado pela oficial Rádio Nacional de Angola, citando fontes da direcção do MPLA, José Eduardo dos Santos indicou João Lourenço como o seu sucessor. O deputado João Pinto, em declarações ao NG, confirma que os dois nomes foram aprovados e devem ser apresentados às bases do partido, ao que tudo indica, no sábado, durante um comício no Estádio 11 de Novembro, em Luanda, que serve para celebrar o 60.º aniversário de fundação do partido, acto que marca o arranque da pré campanha eleitoral. “O MPLA vai formalizar primeiro a partir das bases, mas o cabeça de lista para as próximas eleições o partido vai indicar no sentido de atender uma nova geração. O Presidente José Eduardo dos Santos é o líder do partido, mas não será o cabeça de lista”, confirma aquele deputado.


No entanto, no discurso de abertura do CC, o líder do MPLA não fez uma única referência à sucessão. José Eduardo dos Santos optou por apontar o objectivo do partido, que passa por vencer as eleições com maioria qualificada ou com maioria absoluta. Nem o comunicado final da reunião faz qualquer menção aos candidatos, dando apenas destaque para a aprovação da estratégia eleitoral.


Vários órgãos relatavam, no entanto, que a decisão teria sido tomada numa reunião, a 8 de Novembro, quando foi traçada a Estratégia Eleitoral do partido, sendo que a decisão do presidente do MPLA teria sido comunicada numa carta enviada ao Secretariado do Bureau Político do MPLA, segundo a Rádio Nacional de Angola.

» LEIA TAMBÉM

» Deixe o Seu Comentário