PT

Kuando-Kubango

O espectáculo da biodiversidade




Com belezas raras e encantos naturais ainda por se explorar, Kuando-Kubango, segunda maior província de Angola, destaca-se pelas suas reservas naturais e locais históricos. Um dos seus principais destaques é a Bacia do rio Okavango, onde desaguam vários rios tornando-o num único, cujas águas correm para o sul e oriente, ramificando-se novamente quando desagua no Delta do Okavango, uma das maiores concentrações de água doce do planeta.


Com uma superfície de mais de 300 quilómetros quadrados, e partilhada por três países da África Austral: Angola, Namíbia e Botswana, o rio tem caudal permanente, com diferentes espécies de peixe, lontras e jacarés em abundância.A bacia do Okavango tem inúmeras ilhas. Na sua nascente tem águas azuis, cuja imagem é, considerada única no mundo.


O rio Cuito, uma das maravilhas de Kuando-Kubango, destaca-se pela sua beleza natural e o verde característico nas suas margens e pelo serpentear do seu leito. E ainda pela sua riqueza na fauna e flora que cria uma paisagem que representa a força hidrográfica desta região.


Há outros encantos naturais, como a reserva parcial de Luiana, localizada perto da fronteira entre Zâmbia e Namíbia, foi estabelecida como reserva em 1966. Aqui, há madeiras e preciosas espécies de mussivi, girassonde, mume, mupanda muinga, entre outros. É rica pela sua flora e fauna diversificada, onde se destaca uma grande concentração de elefantes.


Outra reserva a Parcial de Mavinga alberga elefantes, rinocerontes, palanca negra, leões, leopardos, hienas e avestruzes. Há ainda a mencionar algumas coutadas públicas (lugar onde é proibida a caça) como a da Luiana, Luengue, Longal Mavinga e Mucosso.


Das espécies de animais, destacam-se as palancas reais, elefantes, rinocerontes, hipopótamo, nguelengue, ngunga, leão-leopoldo, hiena, búfalo-africano, onça, pacaça, javali, mabec, cágado, avestruz, palanca Preta, pangolim e uma grande diversidade de aves e répteis.


Outros locais a visitar são as Montanhas do Malova, as Quedas de Maculungongo e Quedas do rio Cutato, as Ruínas do Forte Muene Vunongue, o centro histórico do Campo Político do Missombo, o Monumento da batalha do Cuito-Cuanavale e as Pinturas Rupestre.


Para relaxar e para tomar banho, os lugares propícios são as ilhas do Rio Kuebe, de São Clemente (antigamente chamada de ilha de São Valentim), ilha Flor, em Menongue, e na ilha de Somawanbange, em Cuchi e na barragem de Cambumbe.


ONDE FICAR

Apesar de não serem muitas, em Menongue encontram-se algumas opções de alojamento. O Rio Cuebe Lodge Resort e SPA, próximo de Menongue, capital da província, possui comodidades ao nível de hotel de cinco estrelas e insere-se na rota dos safáris angolanos.


COMO IR

Saindo de Luanda, é possível chegar ao Kuando-Kubango passando por Benguela, Huambo e Bié ou passando pelo Dondo, Huambo e Bié.


O QUE COMER

A gastronomia típica de Kuando-Kubango é composta por pirão (funje) de milho ou bombó ou massango, feijão, carne de caça seca ou fresca, peixe, kizaca (folha de mandioca) e usse.

» LEIA TAMBÉM

» Deixe o Seu Comentário