PT
EM DESTAQUE
Combate à pobreza e por Cabinda unida
Em vésperas de o Presidente da Republica convocar as eleições, os partidos desdobram-se em comícios. João Lourenço promete desfazer desigualdades em Cabinda. A CASA propõe-se acabar com a pobreza. A UNITA elabora as listas
» LEIA TAMBÉM
Registo eleitoral em fase de reclamações
Quem não quiser corrigir dados do cartão de eleitor pode fazer a partir de hoje até ao dia 19. Depois disso, não são aceites reclamações, mas apenas pedidos de segunda via do cartão. O Ministério da Administração do Território recenseou mais de nove milhões de eleitores
Privados no combate à pobreza
O candidato do MPLA a Presidente da República, João Lourenço, prometeu privilegiar o sector privado para criar mais empregos, tendo reconhecido que mais da metade dos angolanos ainda vive em extrema pobreza, augurando reverter o quadro para aumentar a classe média no país.
“Sem facturas para pagar”
Foi usando metáforas que o presidente do Tribunal Constitucional explicou aos partidos que “não tem facturas a pagar ou créditos por reclamar”. O TC juntou os possíveis candidatos às eleições para reforçar as regras e Rui Ferreira garante que o órgão está preparado para receber e analisar, com rigor, objectividade e imparcialidade todas as candidaturas. E deixou avisos.
“Temos de colocar o passado no arquivo”
A UNITA celebrou 51 anos e Isaías Samakuva fez, ao NG, uma viagem pela história do partido, admitindo os erros e até lembrando o pedido de desculpas por eles. Virado para o futuro, receia que haja fraude nas eleições, mas sente-se confortável por poder recorrer ao Tribunal Constitucional. Não quer falar sobre a sua possível saída da liderança da UNITA e garante, caso chegue à Presidência, que vai combater a corrupção e rever acordos com a China.
» TODAS AS NOTÍCIAS